A Política Essencial

bifurcaçãoSó tem uma forma de nos entendermos com a política: se ela, por princípio ativo, estiver a nosso favor.

Parece óbvio. Mas não é. Isso por que a leis não nos protegem, não exigem contrapartidas dos quem as fazem e nos é cobrado caro por isso. Pense como um jogo de futebol onde o objetivo é fazer gol, mas as regras apenas protegem os que fazem de tudo para que isso não aconteça. E é isso que também acontece em campo por azar (e desrespeito) dos espectadores.

Enquanto o interesse dos políticos, por lei, não forem os mesmos da população, nada feito. Continuaremos nadando contra a maré.

Imagine o candidato do povo. Foi pobre, trabalhou desde criança, mal estudou. Foi eleito. Agora tem carro com motorista, auxílio tudo, plano de saúde nos melhores hospitais e tudo mais. O candidato do povo, no momento em que é eleito, deixa de ser do povo. Isso me faz levantar uma dúvida: ele está lá pra defender eleitores ou aqueles que bancaram sua campanha? Pois temos que admitir: infelizmente não tem convergido.

Anúncios